terça-feira, agosto 23, 2011

Quando eu passei


  Escutei seus gritos do outro lado da cidade, você pedia para alguém te achar, e esse alguém era eu. Não entendi (e ainda não entendo) o porquê da gritaria, mas por mim, tudo bem, eu sei o quanto este mundo é insano.
  Aqui ando eu, a perambular pelos corredores da minha casa, e enquanto isso você fica sentada no seu quarto, a olhar pela janela, a observar os cachorros que passam pela rua como se isso fosse a única coisa possível a se fazer em uma tarde de outono. Conte-me: vale a pena observar o asfalto deste jeito que você tanto faz?
  Você deveria ir fazer outro algo que gosta, mas espero que saiba que precisa fazê-lo de forma sábia, afinal, você sabe que eu sou um perdedor, um pecador e eu não preciso de opiniões para saber que os outros estão certos, pois eu sei que sempre estou errado.
  Então enxugue seus olhos, garotinha. Não venha se sentindo solitária mais uma vez, já vi tudo isso acontecer um tempo atrás, mas a questão é que não há tempo para procurar meio-mundo, pois você já me achou no exato momento em que eu passei por você.

... naquele momento em que eu passei por você.

Um comentário:

  1. Triste e real bjs

    me add no msn se quiser

    alexandrespop@hotmail.com

    e me visite

    ResponderExcluir